O Ovo de Ouro, peça com Sérgio Mamberti
O Ovo de Ouro, peça com Sérgio Mamberti. Foto: Leekyung Kim

Sérgio Mamberti está em plena forma em O Ovo de Ouro, peça que volta em cartaz agora no Teatro Porto Seguro. Ele interpreta Dasco Nagy, um sobrevivente do campo de concentração de Auschwitz. A uma jornalista, ele relembra o período em que foi obrigado a executar uma função das mais cruéis na Segunda Guerra Mundial. Ele fazia parte do Sonderkommando, um grupo de prisioneiros judeus que eram separados dos demais para trabalhar para os nazistas nas câmaras de gás e nos crematórios.

O texto é de Luccas Papp, que interpreta Dasco quando jovem. São nove cenas do passado e do presente, intercambiadas constantemente. Essa alternância, favorecida pela cenografia de Kleber Montanheiro, que constrói agilmente os ambientes distintos, reforça as conexões entre o que se pode lembrar (no papel interpretado por Mamberti) e o que aconteceu (encenado por Papp). É no espaço fantasmagórico e mórbido da antessala da morte que o protagonista ainda consegue se apaixonar. Ela é a prisioneira Judit (Rita Batata), ainda que esse amor tenha poucas chances de existir.

A dramaticidade da história de judeus que eram forçados a ajudar no extermínio do próprio povo chegou até o ator e dramaturgo em 2014, depois de ele ler um artigo em uma revista. Sensibilizado, Papp buscou mais referências em livros e filmes sobre o Holocausto e a Segunda Guerra Mundial. Com direção de Ricardo Grasson, O Ovo de Ouro faz referência a objetos encontrados nos escombros do que um dia foi o crematório, totalmente destruído pelos nazistas em 1945, durante a evacuação de Auschwitz.

O Ovo de Ouro. Texto de Lucas Papp. No Teatro Porto Seguro, às sextas-feiras e sábados às 20 horas e domingo às 19 horas. De 31 de janeiro a 1º de março. Ingressos a 70 reais.

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome