Rastilho. Capa. Reprodução
Rastilho. Capa. Reprodução

Inscrições podem ser feitas até o próximo dia 24; edital busca minimizar prejuízos da classe artística com suspensão de atividades por conta da ameaça do coronavírus (covid-19)

O compositor e instrumentista paulista Kiko Dinucci lançou, no último dia 21 de janeiro, seu novo disco, “Rastilho”, já apontado pela crítica como um dos grandes álbuns de 2020. Diante do avanço do coronavírus em escala global e acompanhando as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e de governos, o artista anunciou também uma apresentação “ao vivo e sem público”, aproveitando a agenda já marcada na Casa de Francisca, tradicional e charmoso reduto paulistano da boa música. A apresentação aconteceu ontem (19) e foi transmitida pelas redes sociais do estabelecimento e diversos fãs que assistiram a live (disponível nas redes) depositaram contribuições à guisa de ingresso ou couvert artístico.

 

A criatividade precisa dar o tom destes tempos de preocupação: a quarentena compulsória precisa ser aproveitada para além de ver o noticiário na tevê e rolar as fake news nas telas de telefones celulares. Além de álcool em gel, livros, discos e plataformas de streaming de áudio e vídeo têm sido bons companheiros de reclusão.

Mesmo sem nenhum caso confirmado de coronavírus até o momento, o Maranhão se destaca pelo zelo que tem dedicado à temática. O governador Flávio Dino editou decretos suspendendo as aulas na rede pública de educação e cancelando eventos públicos, isto é, evitando qualquer possibilidade de aglomeração de pessoas. Equipamentos culturais como museus e bibliotecas encontram-se preventiva e temporariamente fechados à visitação.

Medida recente segue o passo de Dinucci: a Secretaria de Estado da Cultura do Maranhão (Secma) acaba de lançar o edital Viva a Cultura 2020, que selecionará artistas para apresentações online em diversas categorias. O edital prevê produção Secma (com local, estrutura e tecnologia disponibilizadas pela secretaria) e produção própria (em que o artista se arranja com tudo). As categorias preveem artes cênicas infantil, banda/show, banda/show infantil, instrumental e voz e violão. Podem se inscrever pessoas físicas e jurídicas. Os cachês variam de mil a 3 mil reais.

As inscrições podem ser feitas de hoje até 24 de março, em link disponibilizado no site da Secma. As propostas selecionadas serão conhecidas dia 27 de março.

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome