Clowns de Shakespeare estreia Clã_Destino@
Clowns de Shakespeare estreia Clã[email protected] - Foto Divulgação

O Clowns de Shakespeare, grupo de Natal (RN), estreia nesta terça-feira (7) o espetáculo Clã[email protected], denominado como “uma viagem cênico-cibernética”. A inusitada apresentação foge das tradicionais lives de atores do teatro que transpõem para a tela trechos de montagens já realizadas, a maioria delas de monólogos que já estiveram em cartaz.

Clã[email protected] será apresentado até o dia 17 de julho em três edições diárias, de cerca de uma hora, de terça a sexta-feira. O Clowns de Shakespeare, que tem no teatro de rua sua força-motriz, tinha iniciado a montagem de O Homem ao Revés, quando a quarentena impôs o toque de recolher para o espetáculo. E veio também todo um turbilhão de episódios que nos desafia a resistir enquanto povo. Clã[email protected] parte do belo argumento de que estamos em 2045, 25 anos depois de hoje. O quarto de século tem um sentido: 25 anos atrás houve a primeira epidemia global séria, a do ebola, e será que a próxima a atingir a Humanidade virá em 2045?

Em um espetáculo para apenas seis participantes por vez (uma dica é formar um grupo de amigos para participar juntos), somos convidados a embarcar numa viagem que utiliza os recursos que temos à mão. Em 2020, esses recursos atendem pelo nome de Whatsapp, Instagram e Zoom. Em meio a uma sala com seis atores e plateia mascarados (prepare a sua!), navegamos de uma plataforma digital a outra. É como no teatro imersivo, porém sem sair do ambiente digital. Toda a ansiedade que nos cerca ao transitar de um app a outro acaba compondo parte da narrativa do Clowns de Shakespeare.

Não é preciso esperar 2045 ou a próxima pandemia chegar para perceber o quanto nossas vidas estão ameaçadas já em 2020. O processo de extermínio da cultura está em curso, apenas para ficar em um exemplo de ameaça real e concreta. Clã[email protected] problematiza, a um só tempo, o futuro incerto de uma vida refém da pandemia, os espaços frios e aparentemente ilimitados da cibercultura, a nossa dependência tecnológica e a necessidade de resistirmos. Talvez em 2020, a vida clandestina que estamos levando seja o primeiro sinal do que ainda está por vir. 

Clã[email protected]. Com a Cia Clowns de Shakespeare. Nas terças às sextas-feiras, às 18 horas, 19h30 e 21 horas, até 17 de julho. Agendamento em @teatroclowns no Instagram

DEIXE UMA REPOSTA

Por favor, deixe seu comentário
Por favor, entre seu nome