A canção de Guida & Eurídice

A vida invisível de Eurídice Gusmão. Frame. Reprodução
CRÍTICA: Em A Vida Invisível de Eurídice Gusmão, do cearense Karim Aïnouz, duas irmãs cultivam anseios que jamais se encontram     Um filme sobre mulheres, com mulheres, de arguta sensibilidade feminina, mas dirigido primordialmente aos homens. Que certamente ficarão incomodados, intranquilos, agoniados, e alguns se sentirão acossados nas poltronas do cinema. A Vida Invisível de Eurídice Gusmão, de Karim Aïnouz, que...

E La Marvel Va

Aranha
  Homem-Aranha: Longe de Casa é um falso filme de férias. E isso não é negativo, muito pelo contrário. É altamente elogioso (notem que eu não disse um filme de férias falso, mas um falso filme de férias). Trata-se de uma inesperada incursão da Marvel Comics, indústria cultural por excelência, pelo insight de Federico Fellini em E La Nave Va. Em E La...

Preta Gil, no ataque e na defesa

"Tem que ser branco, tem que ser alto/ tem que ser magro, tem que ter saldo no banco/ tem que ser sábio, tem que ser hétero/ tem que ter cabelo e tem que ter carro do ano/ tem que ser bilíngue, tem que ser beautiful/ tem que ser formado e tem que ter cartão de crédito/ tem que ser...

Sobre o funk carioca e a cultura do estupro

Boa parte do funk é, sim, expressão do horror e da barbárie que nos assola. Mas é possível criticá-lo sem criminalizar a periferia? Uma reflexão de Acauam Oliveira Diante da comoção geral ocasionada pelo caso estarrecedor de estupro de uma jovem de 16 anos por 33 homens no Rio de Janeiro, diversos textos e artigos passaram a enfatizar a necessidade...

O amálgama de Jorge Helder

Se há um denominador comum entre a música de Chico Buarque, Caetano Veloso, Maria Bethânia, Gilberto Gil, Miúcha, Gal, Elza Soares, Roberto Carlos, Ney Matogrosso, Cássia Eller, Tom Jobim, Dorival Caymmi, ele atende pelo nome de Jorge Helder. O contrabaixo de Helder já permeou obras de toda essa galáxia de estrelas em mais de 350 discos, postando-se no firmamento...

Patti lavou nossas almas

Patti Smith
Ela arrancou as cordas da sua guitarra uma a uma. E ainda tentou tocá-la depois de destroçar o instrumento. Era como se extirpasse demônios. “Sejam fortes”, disse Patti Smith antes de sumir pelo fundo do palco ao final de tudo. E nós estávamos lá, pensando alto: como essa mulher consegue ser tão doce e tão furiosa ao mesmo tempo? por que...

A babel em que todo mundo se entende

Portuñol. Still: Pedro Clézar/ Divulgação
A expressão "portunhol" sempre foi usada, em geral pejorativamente, referindo-se a um espanhol mal falado, quase sempre fruto da displicência de brasileiros que acham que a língua espanhola é apenas um português enrolado, no que se enganam redondamente. O tema foi levado a sério a partir do início dos anos 2000, por iniciativa de um grupo de escritores encabeçado pelo...

De quando o blues sacode a metrópole

  Os nomes históricos do blues estão quase todos desaparecendo: B.B. King morreu, Dr. John morreu, James Cotton morreu. Por isso, quando um cara como o bluesman Roy Rogers, de 68 anos, está de passagem pela cidade, é bom tirar um tempo que você provavelmente nem tem para vê-lo, porque ele é uma ponte entre mundos. Roy tocou com John Lee...

O nordestino sem preconceitos Zé Ramalho

O roqueiro-emepebista-blueseiro-etc. paraibano, um dos maiores artistas brasileiros vivos, estreia seu selo própio, Avôhai Music, com o inédito "Sinais dos Tempos". Olhares e ouvidos se voltam para a memória do pernambucano Luiz Gonzaga (1912-1989), neste ano em que se completam cem anos de seu nascimento. "O tempo corre mais ligeiro/ o calendário resumiu-se a quase um mês/ pelo rio...